O que fazemos
Às atividades do ISCA abrangem um grande escopo de ações junto ao setor público, privado e colaboração com o terceiro setor. Todas as ações têm com foco fundamental a Comunicação Socioambiental por meio do desenvolvimento e execução de projetos e programas de ação e pesquisa-ação.

Serviços

  • Desenho e desenvolvimento de projetos e programas +
    Uso de técnicas e metodologias para construção de projetos que integrem diferentes setores de uma instituição ou áreas de atuação de uma instância pública, para promover melhores relações entre as pessoas e a natureza em seus cotidianos.
  • Cursos e oficinas de Educomunicação Ambiental +
    Uso de metodologias específicas para práticas educativas e pedagógicas voltadas ao empoderamento ambiental.
  • Palestras e promoção de eventos ambientais +
    Ministramos palestras sobre as diferentes áreas de trabalho e pesquisa específicas de nossos colaboradores bem como organizamos e ajudamos a organizar eventos ambientais e científicos.
  • Coberturas colaborativas de eventos sociais, institucionais e científicos. +
    O Instituto ISCA atua de forma inovadora com as mais modernas tecnologias de comunicação para transmitir ao vivo pela internet eventos com qualidade profissional como um bom canal de televisão, mas com acesso livre na internet por meio de lives.
  • Consultorias e assessorias técnicas na área da Comunicação Socioambiental +
    Serviços especializados de coach, mentorias, orientações técnicas, apoio no planejamento comunicacional, apoio e potencialização de equipes de Publicidade e de Comunicação Social, análises e avaliação de projetos e programas de comunicação institucional e de materiais de treinamento para gestão ambiental.
  • Comunicação Socioambientais para organizações sociais e instituições +
    Construção conjunta de planos de comunicação socioambiental para aproximar e integrar pessoas e meio ambiente em uma sinergia positiva.
  • Desenvolvimento e reaplicação de tecnologias sociais +
    Soluções simples através das tecnologias de comunicação voltadas para a apropriação social e institucional.
  • Desenvolvimento de interfaces de Comunicação Socioambiental +
    Criação com colaboração com profissionais do exterior de plataformas e canais de comunicação voltados ao uso de interfaces transmídias.
  • Soluções para problemas de comunicação ambiental e de responsabilidade socioambiental +
    Propostas e desenvolvimento de soluções para Programas de Comunicação ou Planos de Divulgação que não estão alcançando resultados junto a seus públicos alvos.
  • Produção de peças de comunicação socioambiental: documentários, web-docs, web-séries, games, livros multimídias entre outros artefatos culturais e desenvolvimento de plataformas transmídias +
    Promoção, desenvolvimento, criação e produção de projetos criativos com apoio e financiamento das leis de incentivo fiscal em todas às áreas - cultura, esporte, ciências, tecnologias e inovação.
Como fazemos?

A Comunicação Socioambiental apresenta um conjunto de serviços podem ajudar na busca de soluções para os problemas ambientais, contribuindo na construção de metodologias de manejo de recursos naturais, melhorias na gestão ambiental urbana e rural, na gestão e cuidado com a biodiversidade e com o meio ambiente. 

A Comunicação Socioambiental potencializa a divulgação e a comunicação social por adotar outros paradigmas da Comunicação, das Ciências Humanas e da Ética, como a primazia do processo dialógico, da valorização do outro, da alteridade, das diferenças, da diversidade e da interação e colaboração positiva entre as pessoas nos processos comunicacionais, promovendo princípios de equidade social e de justiça ambiental.

Serviços direcionados para soluções inteligentes e com comprometimento ético

Mais que divulgar é fundamental ajudar às pessoas a compartilhar valores e conhecimentos

A Comunicação Socioambiental se diferencia da Comunicação Ambiental e da Divulgação Ambiental por adotar um conjunto de princípios e valores éticos para o uso de técnicas e metodologias comunicacionais que garantam e promovam uma comunicação com maior participação, possibilidade de interação e equidade. Como impacto possibilita resultados mais eficientes e pessoas mais felizes e comprometidas.

Promover pactos comunitários e sociais para uma humanidade sustentável

Ao se adotar determinados princípios éticos entre eles, os valores d a cultura da sustentabilidade para trabalharmos com a Comunicação Ambiental passamos a construir um compromisso social para com sociedades mais justas, igualitárias e com maior justiça ambiental 

Uso de uma nova tecnologia social: a Educomunicação Socioambiental

Comunicação eticamente responsável para melhorar as políticas e às economias

Para ajudar a Comunicação Socioambiental na territorialização e a capilarização de Programas, Projetos e Ações junto às pessoas no dia a dia de comunidades e instituições, utilizamos a Educomunicação Socioambiental para nos orientar em metodologias com maior eficiência no empoderamento social. Ajudando inclusive no empoderamento nas agendas para a sustentabilidade como a Agenda 2030.

Um novo campo de conhecimento para o cuidado com a vida

A Educomunicação Socioambiental se estabeleceu como um campo científico e pragmático composto de práticas pedagógicas voltadas a promover processos educativos e comunicacionais com a atores e agentes sociais envolvidos em processos ambientais, considerando os conhecimentos sobre o ser humano e o meio ambiente. 

A origem do conceito de Educomunicação Socioambiental

O termo nasce de uma política pública do Ministério do Meio Ambiente do Brasil em 2005 e trouxe o arcabouço teórico e técnico construído no campo da Educomunicação para contribuir com uma lógica política positiva, promovendo uma ética de compromisso com a justiça ambiental por meio das reflexões e orientações de usos de princípios, técnicas e metodologias que visam gerar fluxos de comunicação e ambiências sociais com mais equidade e com menor desigualdade em diferentes situações.

Às técnicas e metodologias utilizadas

A Educomunicação Socioambiental nos orientam a utilizar técnicas e metodologias pensadas para realizar oficinas de Educação Ambiental em situações de conflitos em comunidades em áreas de risco, comunidades em vulnerabilidade socioambiental, Audiências Públicas, reuniões de mediação e arbitragem, promoção de processos de empoderamento e apropriação tecnológica. Ou como base educativa para projetos voltados a mudanças, transformação de práticas e de representações sociais sobre o meio ambiente, entre outras tantas situações cotidianas que envolvem ações e atividades que buscam uma melhor forma de lidar com as questões ambientais para a construção da cidadania e de uma sociedade mais justa, sustentável e igualitária.

Inovações, paradigmas e mudanças do jeito de se comunicar

O paradigma mais comum as técnicas e métodos de divulgação utilizam enfoque unidimensionais, ou seja, focam na popularização de uma informação. Todavia, quando tratamos da Comunicação Ambiental não lidamos somente com informações mas também, com conhecimentos ambientais. Esta característica típica da Comunicação Ambiental exige uma série de cuidados com a informação e com o uso de técnicas as quais possam garantir que a informação a ser divulgada ou popularizada seja recebida de maneira que possa se conectar aos saberes e conhecimentos das pessoas gerando novos conhecimentos necessários, objetivados ou demandados por Programas, Projetos ou Ações pontuais.

Divulgação pelo envolvimento e colaboração entre as pessoas

É comum às pessoas entenderem divulgação e comunicação ambiental como sendo as mesmas coisas. Todavia trata-se de coisas distintas. Como exemplo de divulgação podemos citar uma campanha publicitária de um refrigerante que busca agregar um valor ecológico ao produto divulgando as novas formas de cuidados com a água e a gestão ambiental do processo de fabricação.

As informações são utilizadas como elementos do discurso publicitário para criar um sentido ecológico. Na Comunicação Socioambiental se faz diferente.

Para o mesmo refrigerante poderíamos desenvolver um vídeo documentário contando como é o processo de fabricação e os valores adotados em cada etapa e metodologias utilizadas para fazer o refrigerante. Além de se falar no maior cuidado com a natureza, a maior qualidade do produto é importante falar nos benefícios para as comunidades que também utilizam por exemplo a água de que é feito o refrigerante.

Com a Comunicação Socioambiental também buscamos ouvir, registrar às histórias de vida e ajudar a divulgar às vozes das comunidades e das diferentes pessoas e instituições envolvidas no alcance da produção de um refrigerante fabricado com um maior cuidado e responsabilidade ambiental. Isto implica em falar, nas pesquisas necessárias, nas reivindicações, na criação de normas e na adoção de novos valores e de uma nova cultura de trabalho e de consumo responsável.

Ajudando a melhorar e integração dos programas e projetos  

No campo de ação do ISCA se destacam os serviços de desenvolvimento de metodologias como o uso e a criação de tecnologias sociais, o desenho e concepção de programas, projetos e ações de Comunicação Ambiental pautados pelas mais atuais técnicas de construção de projetos e de sistemas de avaliação, monitoramento e verificação de resultados.

Desenho de Projetos

Desenvolvemos projetos, planos de ações e de trabalho voltados a Comunicação Socioambiental e a Tecnologias Socioambientais, com ênfase no uso criativo do audiovisual e das tecnologias de informação e comunicação como meio de interconexões de saberes, conhecimentos e pessoas para promover o empoderamento comunitário e o fortalecimento das instituições sociais em prol de uma cultura de paz e da justiça social.

Desenho de Programas

O ISCA desenvolve programas de comunicação socioambiental em consonância com a legislação ambiental brasileira e orientações das convenções internacionais para o Meio Ambiente atendendo necessidades, diretrizes, agendas e diferentes formas de fomento.

Pesquisa, Desenvolvimento e Comunicação P&DC

O Instituto ISCA iniciou uma linha de pesquisa voltada ao desenvolvimento de tecnologias socioambientais, integrando tecnologias sociais para resolução de problemas ambientais com tecnologias de comunicação social para registro, sistematização e comunicação de processos de transformação socioambiental.

Esta linha de pesquisa visa mapear as atuais tecnologias sociais voltadas às questões ambientais, com maior interesse sobre as que trazem soluções para a questão do lixo no mar, mapeando também, experiência com resultados de impacto social relevante no que se refere a inovação em processos de comunicação ambiental.

É de escopo da linha de pesquisa institucional do ISCA melhor compreender os processos de transformação social via o protagonismo social desencadeado por problemas ambientais. De modo a analisarmos como vem ocorrendo os processos de comunicação tem tem impactos positivos na transformação da humanidade em prol da paz, do cuidado com a vida e com a Terra.

Como resultados desta pesquisa, estamos trabalhando no desenvolvimento de novos produtos de Comunicação Socioambiental utilizando tecnologias como de realidade virtual através de vídeos 360°, tecnologias de cartografia social e de mapeamentos colaborativos via a integração de plataformas com o Google Earth Education.

Entender melhor para atuar melhor - Foco em PD&C

Uso de expertises de jovens pesquisadores e cientistas seniors para compreender o que de fato falamos e entendemos quando se fala sobre meio ambiente e cuidado com a vida.

Analisar para compreender a eficácia da comunicação para alcançar os melhores resultados

Entre o escopo de atividades do Instituto ISCA destacamos uma linha específica de pesquisa e análise da Comunicação Ambiental contemporânea, que envolve o uso da análise do discurso e de teorias que nos ajudam a entender melhor a recepção das informações, como a Teoria das Representações Sociais - TRS e da Teorias da Representação - TR como conhecimentos para análise comunicacional dos diferentes discursos ambientais, seus impactos, resultados, ideologias e eficácias.

Não basta divulgar devemos entender como ocorre a recepção e cada caso

Os pesquisadores do Instituto ISCA também utilizam metodologias de análise estatística de texto e de análises de conteúdos usando tecnologias como a QSR por meio de softwares como Atlas TI, NVIVO e Iramuteq para a auxílio em estudos qualitativos de recepção.

Estas ferramentas são usadas para análise de redes sociais, análise de notícias, de vídeos, da recepção de informações e da construção de conhecimentos. De modo, a dispor de modelos teóricos-empíricos para validação das análises. Possibilitando a avaliação científica dos resultados e interpretações para promoção de discussão pública e apoio a tomada de decisões.

Diante dos avanços das tecnologias de análise de dados e das diferentes de interfaces e mídias, se faz necessário também se adotar métodos que garantam a o desenvolvimento e produção de conteúdos de Comunicação Ambiental e de Comunicação Socioambiental com eficácia em cada ação e projeto.

Por isto, o Instituto ISCA reúne pesquisadores de diferentes gerações e tradição de estudos para possibilitar uma visão que considera a importância da relação entre Pesquisa, Desenvolvimento e Comunicação como chaves para a promoção da Comunicação Ambiental nos dias de hoje.